>

quinta-feira, agosto 31, 2006

O que está escrito no fundo da caixa dos rebuçados

« Il y a une bonne centaine d’années, Grand’Père AFCHAIN qui était alors apprenti confiseur chez ses parents dans notre bonne ville de CAMBRAI avait fait des erreurs dans la fabrication des bonbons qui lui avaient été demandés. Sa mére lui cria alors, avec colère: ils sont ratés tes bonbons! Tu n’es bon à rien! Tu as encore fait des bêtises!
Mais les bonbons ratés se vendirent fort bien et furent beaucoup redemandés surtout parce qu’ils étaient digestifs et rafraîchissants. On leur donna le nom de BÊTISES puisqu’ils étaient le résultat d’erreurs, de bêtises de fabrication; et c’est ainsi que le Grand’Père AFCHAIN fut l’inventeur des BÊTISES DE CAMBRAI. Depuis cette époque, les BÊTISES DE CAMBRAI AFCHAIN furent toujours imitées, copiées mais elles n’ont jamais été égalées.»

E, para quem não gostar de francês, a minha tradução caseira:

« Há uma boa centena de anos, o Avô AFCHAIN, que era então aprendiz de confeiteiro em casa de seus pais na nossa cidade de CAMBRAI, tinha feito erros no fabrico dos rebuçados que lhe tinham sido encomendados. A mãe gritou-lhe então toda zangada: os teus rebuçados estão mal feitos! Não prestas para nada! Só fazes asneiras!
Mas os rebuçados com defeito venderam-se muito bem e foram encomendados por muita gente, sobretudo porque eram digestivos e refrescantes. Deram-lhe o nome de BÊTISES porque eram o resultado de erros, de asneiras no fabrico; e foi assim que o Avô AFCHAIN se tornou o inventor das BÊTISES DE CAMBRAI. Desde essa altura, as BÊTISES DE CAMBRAI têm sido imitadas por muita gente, e copiadas, mas nunca se lhe igualaram. »

quarta-feira, agosto 30, 2006

Jogo Fotodicionário

A palavra para esta semana é "Desordem".

(Regras do jogo no post de 25 de Julho)

Bêtises














Agora que estamos todos aqui a ver as fotografias, querem um rebuçado de mentol?

Foto de M

"Espera" por Sofia Neto

terça-feira, agosto 29, 2006

"Espera" por putamadre

Jogo Fotodicionário

Em baixo e em cima, as fotografias referentes à palavra “Espera”, com os nomes dos participantes e os endereços dos respectivos blogs:

1. APC:
www.camuflagens.blogspot.com
2. António Stein: www.allwaysandforever.blogspot.com
3. Dulce: www.paralemdemim.blogspot.com
4. Gustaaf V. B. :
www.artspotter.blogspot.com
5. L. : www.fazendocaminho.blogspot.com/
6. Leonor Vieira
7. Luciano Leal:
www.pontvista.blogspot.com
8. M. : www.outrostemas.blogspot.com
9. Minda: www.metoscano.blogspot.com
10.Mónica: www.1688mm.blogspot.com
11.S. : www.instantaneos.blogspot.com
12.Siddharta: www.acordashoras.blogspot.com
13.T. :
www.soprarpalavrasaovento.blogspot.com
14.Teresa David: www.teresadavid.blogspot.com
15.A pedido de TMara www.estranhosdias.blogspot.com, que não tinha a máquina fotográfica consigo, a Teresa David tirou uma outra fotografia em nome da amiga
16.Teresa Guimarães
17.Tucha Silveira:
www.olhares.com/steps
18.Vida de Vidro: www.vidadevidro.blogspot.com
19.Vítor Lopes: www.fotovisao.blogspot.com
20. puta madre: www.futuroblue.weblog.com.pt
21. Sofia Neto: www.1668mm.blogspot.com

"Espera" por Vítor Lopes

"Espera" por Vida de Vidro

"Espera" por Tucha Silveira

"Espera" por Teresa Guimarães

"Espera" por Teresa David e TMara. ( A pedido de TMara que não tinha a máquina fotográfica consigo)

"Espera" por Teresa David

"Espera" por T.


"Espera" por Siddharta

"Espera" por S.

"Espera" por Mónica

"Espera" por Minda

"Espera" por M.

"Espera" por Luciano Leal

"Espera" por Leonor Vieira

"Espera" por L.

"Espera" por Gustaaf

"Espera" por Dulce


"Espera" por António Stein

"Espera" por APC

Entre a folhagem verde















Foto de M

segunda-feira, agosto 28, 2006

Muito interessante

«Aquelas raças, que viviam há séculos porta com porta, nunca tinham tido a curiosidade de se conhecer nem a decência de se aceitar mutuamente.»


«Mas cada hora de acalmia era uma vitória, precária como são todas; cada disputa arbitrada um precedente, uma garantia para o futuro. Importava-me muito pouco que o acordo obtido fosse exterior, imposto de fora, provavelmente temporário: sabia que o bem, como o mal, é uma questão de rotina, que o temporário se prolonga, que o exterior se infiltra no interior e que, com o decorrer do tempo, a máscara torna-se face. Pois que o ódio, a estupidez, o delírio têm efeitos duradouros, não via razão para que a lucidez, a justiça, a benevolência não tivessem também os seus. A ordem nas fronteiras não valeria nada se eu não persuadisse aquele adelo judeu e aquele salsicheiro grego a viverem tranquilamente lado a lado.

A paz era o meu fim, mas não de forma alguma o meu ídolo; a própria palavra ideal desagradar-me-ia como demasiado distante do real. Tinha pensado levar até o extremo a minha recusa das conquistas abandonando a Dácia, e tê-lo-ia feito se pudesse, sem loucura, desligar-me da política do meu predecessor, mas era preferível utilizar o mais prudentemente possível aquelas vantagens anteriores ao meu reinado e já registadas pela História.»

Memórias de Adriano, Marguerite Yourcenar, Editora Ulisseia

"Laços de Família", de Clarice Lispector


«… Ele agora misturava à carne os goles de vinho na grande boca e os dentes postiços mastigavam pesados enquanto eu o espreitava em vão. Nada mais acontecia. O restaurante parecia irradiar-se com dupla força sob o tilintar dos vidros e talheres; na dura coroa brilhante da sala os murmúrios cresciam e se apaziguavam em vaga doce, a mulher do chapéu grande sorria de olhos entrefechados, tão magra e bela, o garçom derramava com lentidão o vinho do copo. Mas eis que ele faz um gesto.
Com a mão pesada e cabeluda, onde na palma as linhas eram cravadas com tal fatalidade, faz um gesto de pensamento. Diz com a mímica o mais que pode, e eu, eu não compreendo. E como se não suportasse mais − larga o garfo no prato…»


«… Ele terminou. Sua cara se esvazia de expressão. Fecha os olhos, distende os maxilares. Procuro aproveitar este momento, em que ele não possui mais o próprio rosto, para ver afinal. Mas é inútil. A grande aparência que vejo é desconhecida, majestosa, cruel e cega. O que eu quero olhar, directamente, pela força extraordinária do ancião, não existe neste instante. Ele não quer…»

O Jantar, em Laços de Família, Clarice Lispector. Relógio d’Água



Foto de M

domingo, agosto 27, 2006

Hoje está um dia lindo para ir passear














Jardim das Caldas da Rainha
Foto de M

sábado, agosto 26, 2006

Entardecer



















Foto de M

Amanhecer














Foto de M

sexta-feira, agosto 25, 2006

ETIQUETAS

Devo confessar que fiquei atrapalhada com os simpáticos convites que me foram feitos pelo Herético do “Relógio de Pêndulo” e pela Maria P. da “Casa de Maio” para entrar neste jogo de nome “Etiquetas”. Mas já que encontraram em mim uma boa parceira de jogo, aceito sentar-me à mesa e deixar aqui as minhas etiquetas:

Por um fio: pela fotografia e pelos textos literários
http://por-um-fio-invisivel.blogspot.com/

Dicionário da Pintura Universal: pela ideia original
http://dicionariodapinturauniversal.blogspot.com/

Texere: pela sensibilidade
http://texere.blogspot.com/

Linha de cabotagem: pela divulgação cultural
http://linhadecabotagem.blogspot.com/

Summertime: pela irreverência
http://1668mm.blogspot.com/

Só as mães são felizes: pela graça e sabedoria com que fala dos assuntos do dia-a-dia
http://www.soasmaesaofelizes.blogspot.com/

Espero que continuem a jogar.


Para mim não sobrou nenhuma etiqueta. Aliás, nem sabia o que havia de escrever nela.

M

quarta-feira, agosto 23, 2006

Uma prenda para os meus parceiros do Jogo Fotodicionário






É um prazer fazer este jogo convosco.















Marca de livro com desenho de Gaelle Boissonnard, www.correspondances.com

Jogo Fotodicionário

Para quem chega aqui pela primeira vez:

Para além das regras que vêm explicadas na sua totalidade no post de 25 de Julho:
1. A palavra sugerida pela Teresa David para esta semana é “ESPERA”.
2. Cada pessoa deverá enviar apenas UMA foto que considera que melhor traduz a palavra escolhida para essa jogada, e o mais perto da data limite para que a M. não seja influenciada. As fotos não são publicadas com título associado. O título é o mesmo para todas e será o da palavra escolhida para essa jogada. Mas se alguém quiser acrescentar um título ou dar alguma explicação, poderá fazê-lo depois na respectiva janelinha dos comentários.
3. O prazo para apresentação da fotografia que se refere à palavra “ESPERA” é até ao dia 29 de Agosto inclusive.
M

Lista de participantes no Jogo Fotodicionário desta semana

Em baixo, as fotografias que até hoje me chegaram referentes à palavra “Esquina”, e os nomes e endereços dos blogs dos respectivos autores:



António Stein: www.allwaysandforever.blogspot.com
Dulce: www.paralemdemim.blogspot.com
Gustaaf V. B. : www.artspotter.blogspot.com
Leonor Vieira
Luciano Leal:
www.pontvista.blogspot.com
M. : www.outrostemas.blogspot.com
Minda: www.metoscano.blogspot.com
Maria P. : www.casademaio.blogspot.com
Mónica: www.1688mm.blogspot.com
S. : www.instantaneos.blogspot.com
Sofia Neto: www.1668mm.blogspot.com
T. : www.soprarpalavrasaovento.blogspot.com
Teresa David: www.teresadavid.blogspot.com
Teresa Guimarães
Tucha Silveira:
www.olhares.com/steps
Vida de Vidro: www.vidadevidro.blogspot.com

M

Jogo Fotodicionário ("Esquina" por T.)

Jogo Fotodicionário ("Esquina" por António Stein)

Jogo Fotodicionário ("Esquina" por Vida de Vidro)

Jogo Fotodicionário ("Esquina" por Tucha Silveira)

Jogo Fotodicionário ("Esquina" por Teresa Guimarães)

Jogo Fotodicionário ("Esquina" por Teresa David)

Jogo Fotodicionário ("Esquina" por Sofia Neto)

Jogo Fotodicionário ("Esquina" por S.)

Jogo Fotodicionário ("Esquina" por Mónica)

Jogo Fotodicionário ("Esquina" por Maria P.)

Jogo Fotodicionário ("Esquina" por Minda)

Jogo Fotodicionário ("Esquina" por M.)

Jogo Fotodicionário ("Esquina" por Luciano Leal)

Jogo Fotodicionário ("Esquina" por Leonor Vieira)

Jogo Fotodicionário ("Esquina" por Gustaaf)

Jogo Fotodicionário ("Esquina" por Dulce)

terça-feira, agosto 22, 2006

Museu de Pintura Naïf em Zagreb
















"Zima / Winter", 1969, Mijo Kovacic, óleo sobre vidro, 800 x 800 mm

Museu de Pintura Naïf em Zagreb















"Pejzaz / Landscape", 1939, Ivan Generalic, óleo sobre vidro, 310 x 410 mm

Museu de Pintura Naïf em Zagreb















"Krave se vracaju /Cows Coming Home", 1957, Slavko Stolnik, óleo sobre vidro, 320 x 430 mm

Museu de Pintura Naïf em Zagreb















"Zelene sume / Green Woods", 1965, Ivan Rabuzin, óleo sobre tela, 540 x 650 mm

Museu de Pintura Naïf em Zagreb














"Velika suma / Big Forest, 1966, Ivan Rabuzin, óleo sobre tela, 895 x 1310 mm

Museu de Pintura Naïf em Zagreb



"Four Seasons - Spring", 1973, Ivan Lackovic Croata. Pintura a óleo sobre vidro, 458 x 400mm