>

quinta-feira, outubro 04, 2012

3. Bettips



                       Cabo


Uma espécie de cabo.
O fim do rectângulo assim feito pedra antiga. As gaivotas dançam tal como voam, com os ventos desatados.
Um barco indeciso em ficar na baía verde ou cruzar a longitude azul.
Uma beleza perto do ideal, do silêncio e do clamor de todas as vidas ali cruzadas, há séculos ou décadas.
As minhas vidas também, descendo uma escada de carinho azul com um menino pequeno pela mão.

Bettips 

 Nota: A Bettips julgava que era também pedido um texto que incluísse a palavra. Achei uma ideia interessante e por essa razão o publiquei, propondo que, nos próximos desafios Ao jeito de cartilha, quem quiser o faça. Sem obrigatoriedade, apenas se tiver gosto nisso ou inspiração. 
Se, entretanto, alguém quiser escrever um pequeno texto, mande-mo até sábado que eu acrescento-o no devido lugar. 

5 Comments:

Blogger Luisa said...

Ainda bem que o texto da Betis foi publicado porque é lindo!

4/10/12  
Blogger Justine said...

É o CABO dos trabalhos, minha amiga!!!!

5/10/12  
Anonymous rochadesousa02 said...


Uma bela fotografia que tem companhia na escrita. Um comentário
pode emviesar este equilíbrio

6/10/12  
Anonymous Anónimo said...

Dá-me CAbo da cabeça...
Agrades

7/10/12  
Anonymous do Zambujal said...

Ao fim e ao CAbo,,, está tudo dito.

7/10/12  

Enviar um comentário

<< Home