>

quinta-feira, novembro 01, 2012

10. ~pi



                        Outono 

No lugar onde antes era horta, no tempo em que ali morava a velha senhora que há muito se sabia, no povo, vinha assombrar a casa com alguma regularidade, Teresa plantara árvores, cujas folhas, agora no outono, eram como flores - como Camus escrevera, assemelhavam-se-lhes tanto na forma como na cor, exuberantes de degradés quentes, essas folhas húmidas que varríamos e nos levavam enroladas em si, justificando os sinais da circulação dos ventos nas estreitas passagens e depois se misturavam com castanhas, nozes e bolotas e com um cheiro a terra fresca que se prepara para adormecer após a maturação afogueada dos dióspiros. 

 ~pi

6 Comments:

Blogger bettips said...

Um lugar de Outono
colorido
com sabor a antigo dono.

1/11/12  
Blogger M. said...

Um belo diálogo de cores e palavras.
Outono, talvez a minha estação preferida. Pelos tons e pela serenidade.

1/11/12  
Anonymous Anónimo said...

Tão colorido que parece um fragmento de um quadro.
Agrades

3/11/12  
Blogger Justine said...

O Outono tem destas coisas...

3/11/12  
Blogger Luisa said...

Já gostei mais do Outono. Agora só penso no inverno que lhe vem a seguir. Mas concordo que é uma estação cheia de cores bonitas.

3/11/12  
Blogger Rocha de Sousa said...

Bela prestação, o enlace entre um
possível sentido da imagem e a evo-
cação de Camus argelino

6/11/12  

Enviar um comentário

<< Home