>

quinta-feira, dezembro 06, 2012

5. Justine



                       Memorial

10 Comments:

Blogger Rocha de Sousa said...

Me-morial. Claro que basta, é o
contrato des-contratado. A liberda-
de do fazer e do dizer é aqui assu-
mida da forma que se pode ver.

6/12/12  
Blogger agrades said...

Uma vista que "me" falta...
E recente?
O que eu aprendo aqui no PPP!

6/12/12  
Blogger M. said...

Em vários planos construímos os memoriais das nossas vidas. Um contraste entre o ferro e a transparência do vidro onde uma das palavras essenciais da linguagem humana se inscreve.

6/12/12  
Blogger Licínia Quitério said...

Bela celebração da Paz numa cidade que conheceu tempos de guerra.

6/12/12  
Blogger Luisa said...

Lindo este memorial

6/12/12  
Blogger bettips said...

Não conheço dos meus tempos de deambular em Paris, há 10 anos. Mas mais que nunca é preciso inscrever PAZ em todas as paredes. E colocar "jovens - como estes - na acção!
Bem lembrado, J.

6/12/12  
Blogger mena maya said...

Que bem precisa dela. o Mundo!

também não conhecia este memorial!

7/12/12  
Blogger Benó said...

Como o ME proporcionou tantas e belas fotos. Boa ideia, Justine.

7/12/12  
Anonymous Anónimo said...

Já não vou a Paris há vários anos e não conheço este memorial. Mas deve ser interessante e cheio decarga simbólica.


Teresa Silva

9/12/12  
Blogger jawaa said...


Há quanto tempo vi Paris?
Paz, precisa-se.

10/12/12  

Enviar um comentário

<< Home