>

quinta-feira, janeiro 31, 2013

8. M.

7 Comments:

Blogger Rocha de Sousa said...

Bela fotografia, na qual se junta a
capacidade do "meio técnico" e a
"verdade" do real visível, a Natureza pujante.

31/1/13  
Blogger Licínia Quitério said...

O homem planta, refaz o verde. Trilha os caminhos ásperos e adoça a paisagem.

31/1/13  
Blogger agrades said...

Caminhos alindados com árvores de muitos verdes que revigoram quem os percorre.

31/1/13  
Blogger bettips said...

Na verdadeira acepção: planar sobre as distâncias, as casas, os socalcos.
Espero que não tenhas abandonado a estradinha e não tenhas feito parapente, M.!

1/2/13  
Blogger Justine said...

Só por estradas mais que secundárias se podem descobrir estes locais perdidos no tempo, estes velhos modos de viver que continuam a existir nos nossos dias, estes paraísos que só o são para quem os visita...

2/2/13  
Blogger Benó said...

Uns bons ténis, dois bastões para nos ajudar nas caminhadas e cá vamos nós.
Tchau!!

3/2/13  
Blogger Luisa said...

É quase chorar de alegria quando se consegue alcançar um paraíso destes.

3/2/13  

Enviar um comentário

<< Home