>

quinta-feira, janeiro 24, 2013

8. Mena M.

Uma restea de luz, um olhar de espanto, toda a magia do crepúsculo!

Mena

5 Comments:

Anonymous Anónimo said...

As grandes sínteses podem ser grandes soluções poéticas.

Rocha de Sousa

24/1/13  
Blogger bettips said...

Exactamente Mena, tão simples como esse teu, todos os dias novo, o espanto do crepúsculo!

24/1/13  
Blogger Luisa said...

Como a Mena, todos os dias me espanta a beleza do crespúculo.

25/1/13  
Blogger Justine said...

São também esses os sentimemtos que a foto me provocou...

27/1/13  
Blogger Licínia Quitério said...

Um crepúsculo quase fantasmagórico. Mas não o são todos quando nele mergulhamos o peso do dia?

28/1/13  

Enviar um comentário

<< Home