>

quinta-feira, março 14, 2013

3. Bettips



Era apenas... um livro, entre uma dúzia deles que havia lá em casa. “Esteiros” de Soeiro Pereira Gomes, edição de 1942. Abria com a dedicatória “Para os filhos dos homens que nunca foram meninos, escrevi êste livro”.
Eu própria era uma criança e esta frase perseguiu-me e marcou-me durante muitos anos. Até a entender duma forma tão abrangente que nunca a esqueço. Nunca mais.
 
Bettips

6 Comments:

Blogger Justine said...

Sim, minha amiga, há livros que à primeira vista parecem apenas mais um, mas que deixam marcas tão fortes dentro de nós, que nos podem modificar para sempre! "Esteiros" é um deles, concordo contigo!

14/3/13  
Blogger jawaa said...


Ainda pertencemos à geração marcada por frases fortíssimas, por livros, por letras.
Que bom!

15/3/13  
Blogger mena maya said...

Assim se vê quão importante é a leitura!

16/3/13  
Blogger agrades said...

Marcas que são autênticas tatuagens na nossa mente.

17/3/13  
Blogger Luisa said...

Livros do nosso tempo, livros que nos marcaram e jamais esqueceremos.

17/3/13  
Blogger Benó said...

Livros do nosso tempo, como diz a Luisa, mas sempre presentes.

20/3/13  

Enviar um comentário

<< Home