>

quinta-feira, março 07, 2013

4. Jawaa



                    Inca

8 Comments:

Blogger bettips said...

Como este nome antigo se pode in-crustar na nossa memória e fazer-nos sonhar com sinais misteriosos de há séculos?
Esta simplicidade ... fica aqui bem!

7/3/13  
Blogger M. said...

A ancestralidade pendurada numa parede é coisa engraçada.

9/3/13  
Blogger Justine said...

O mistério das velhas civilizações, que tanto me atrai...

9/3/13  
Blogger Benó said...

Quando li esta palavra lembrei-me da Yma Sumac. Como ela cantava e encantava.

9/3/13  
Anonymous Anónimo said...

Que interessante, Benó, lembrares uma cantora que marcou a minha infância coma sua voz de ave - e de quem agora não me lembrava!
Acho que foi daí - e teria uns pequenos anos - que me fascinou pensar naquele continente imenso, os Andes, as civilizações pedidas...
Bjs às duas, à Jawaa e à Benó que me abriram, de novo, a gaveta das memórias!
Bettips

9/3/13  
Blogger Rocha de Sousa said...

Belo truque, fotografando contra a redundância: Para INCA basta in-
dicar as letras in e inca. Os meus
professores da primária chamariam a isto «coisas da esperteza».

10/3/13  
Anonymous zambujal said...

... INca?, não será manINgância?

10/3/13  
Blogger jawaa said...


Manigância, coisas da esperteza, pode ser, menos redundância.(ERA)Apenas :))uma forma de agrupar as iniciais dos nomes próprios do clã familiar, aliados a uma palavra que nos é cara por outros motivos.
Obrigada pelas conversinhas deixadas e peço desculpa pela escassez dos meus comentários.
Prometo melhorar.
Um abraço

11/3/13  

Enviar um comentário

<< Home