>

quinta-feira, outubro 10, 2013

4. Jawaa



Manhã cedo... não há fulgores assim! Só o fim do dia, o estertor da vida, permite o esplendor da luz. Quando a noite vem chegando, inexorável.
Jawaa

7 Comments:

Blogger Justine said...

Ah, mas o nascer do dia, a promessa, a incerteza, a esperança de que tudo pode acontecer...tão belo também!

10/10/13  
Blogger Rocha de Sousa said...


Um belo jogo de equilíbrios entre
o céu e a terra (paisagem) tocado
especialmente pela luz, à direita

11/10/13  
Blogger Benó said...

E as nuvens afastam-se para a luz passar. Sossego.

11/10/13  
Blogger bettips said...

Clarão que só pode ser um nascimento. Do pensamento.

11/10/13  
Blogger Luisa said...

Vejo que és das minhas: pefiro sempre as tardes.

12/10/13  
Blogger agrades said...

Misteriosa...

13/10/13  
Blogger M. said...

O princípio e o fim dos dias. Para mim são sempre lindos, cada um no seu género.

16/10/13  

Enviar um comentário

<< Home