>

quinta-feira, outubro 03, 2013

8. M.



                   Panela

Não, não ousei levantar o testo da panela - não fosse acontecer-me o mesmo que ao João Ratão da Carochinha - nem sei o que dentro dela borbulhava. Limitei-me a fotografar a sua presença quente à entrada do Restaurante São Leonardo em São Leonardo de Galafura aonde fui levada a almoçar por amigos apaixonados pela Vida. E suponho até que não se terá importado de permanecer na penumbra em fervura lenta depois de, aconchegado o nosso paladar com saboroso cabrito assado em forno de lenha, a termos deixado entregue a si mesma. Ela bem sabia que também nós desejávamos sentir no corpo e na alma a beleza daquela paisagem que Miguel Torga amava.

M


«O Doiro sublimado. O prodígio de uma paisagem que deixa de o ser à força de se desmedir. Não é um panorama que os olhos contemplam: é um excesso de natureza. Socalcos que são passados de homens titânicos a subir as encostas, volumes, cores e modulações que nenhum escultor pintou ou músico podem traduzir, horizontes dilatados para além dos limiares plausíveis de visão. Um universo virginal, como se tivesse acabado de nascer, e já eterno pela harmonia, pela serenidade, pelo silêncio que nem o rio se atreve a quebrar, ora a sumir-se furtivo por detrás dos montes, ora pasmado lá no fundo a reflectir o seu próprio assombro. Um poema geológico. A beleza absoluta».

Miguel Torga in “Diário XII"

11 Comments:

Blogger jawaa said...


O cabrito afaga o corpo e a paisagem a alma!

3/10/13  
Anonymous Anónimo said...

Amigos afagam e são afagados: uma combinação absoluta, quase poética. E Miguel Torga era um ser solitário mas que nos toca a alma, como harpa, com poema e palavra.

3/10/13  
Blogger Luisa said...

Sentimos, só ao ler, a beleza do Douro. E o prazer que teria quem calcorreava esses montes de provar a sopa dessa panela.

4/10/13  
Blogger mena maya said...

dois poemas:um geológico,o outro culinário.
Como sobremesa o teu texto delicioso:-)

6/10/13  
Blogger Justine said...

Panela antiga, fogão de lenha; texto de amizades e de beleza. Tudo tão diferente dos "tachos" que a gente vai vendo por aí...

6/10/13  
Blogger agrades said...

PA ra nos fazer água na boca?

6/10/13  
Blogger Licínia Quitério said...

E lá fui reler o Diário. Que requinte comer dessa panela nesse lugar.

8/10/13  
Blogger Benó said...

Panela com honras de foto. Bonita.

8/10/13  
Blogger Rocha de Sousa said...


Talvez seja muita parra para pouca
uva

9/10/13  
Blogger Rocha de Sousa said...

Talvez seja muita parra para pouca
uva

9/10/13  
Blogger Rocha de Sousa said...

Este comentário foi removido pelo autor.

9/10/13  

Enviar um comentário

<< Home