>

quinta-feira, fevereiro 20, 2014

11. Zambujal

As flores quase vermelhas dentro de um vaso, as palavras contidas em um A5. Envasados os ciclâmenes e, ao serem olhados, a quererem mostrar-se livres e frescos; contados os caracteres para que as palavras tenham a medida certa e, quando lidas, tudo digam.
Outras seriam as mesmas flores se plantadas “no vento que passa”, outras palavras seriam se para darem risonhas “notícias do bloqueio”.
“De mãos dadas, meu amor, caminhemos serenos”, segurem elas flores rubras e cantemos todos palavras de ânimo “ao sol desta canção”.
Festejemos, com palavras de alegria e com flores mais vermelhas, a ventura de há 40 anos estarmos entre os vivos e de vivos estarmos. Então e hoje. 
Zambujal

1 Comments:

Blogger Justine said...

Vários caminhos de leitura, vários significados num texto confinado - não serão todos?

23/2/14  

Enviar um comentário

<< Home