>

quinta-feira, fevereiro 13, 2014

7. Luisa



O corpo, nesta altura do ano, pede que venha depressa o céu azul, o sol escaldante e as mansas ondas da praia. 
Luisa

7 Comments:

Blogger M. said...

Pois é, faz-nos falta tudo isso.

13/2/14  
Blogger bettips said...

Claro, Luisinha, que o mar volte ao seu lugar de romance. Felizmente, o lado positivo no desejo de um corpo ao ar!

13/2/14  
Blogger Justine said...

Ah se pede, Luísa, ah se pede! O meu está quase a nascer-lhe barbatanas...

14/2/14  
Blogger Rocha de Sousa said...


Que corpo? Há gente (corpos) longe,
ao fundo. Ironia pela importância
dada aos objectos que servem o cor-
po e o insinuam

14/2/14  
Blogger agrades said...

Esperam-se corpos para dar alma à praia!

15/2/14  
Blogger Licínia Quitério said...

Os corpos a afirmarem-se pela ausência. Muito boa ideia!

15/2/14  
Blogger Benó said...

Espreguiçadeiras vazias oferecem-se ao repouso dos corpos que não tarda muito as procurarão. Venha o sol e eles chegarão num instante.

17/2/14  

Enviar um comentário

<< Home