>

quinta-feira, junho 26, 2014

2. Bettips

4 Comments:

Blogger Rocha de Sousa said...


Gosto muito desta imagem e de uma
certa acidez da luz. Ver é repen-
sar também as palavras com que
vemos

26/6/14  
Blogger Luisa said...

Mesmo por uma ponte velha pode passar a poesia

27/6/14  
Blogger M. said...

Do plano mais próximo do olhar para o mais afastado. Metafórico. Do desejo interior para o exterior, do momento presente para a memória do momento.

27/6/14  
Blogger bettips said...

O que pensei (as aves estão ao fundo e não parecem "desvairadas") foi de como as palavras e o amor fazem como A PONTE, em 1º plano. Tal o poema e o poeta. Foi uma ideia repentina!

29/6/14  

Enviar um comentário

<< Home