>

quinta-feira, junho 19, 2014

7. M.

Uma fotografia que me lembra um vómito. O vómito de pessoas indiferentes ao mundo que as rodeia. Uma espécie de narcisismo, e de tal ordem presunçoso que, fossem elas ao menos capazes de se reconhecer nas águas individualistas da sua existência, sentiriam repugnância pela sua própria imagem. 
M

3 Comments:

Blogger bettips said...

Narciso perdeu-se ao olhar a sua própria beleza nas águas do lago. Muitas das gentes teriam melhor a noção do que são, se "o espelho" lhes devolvesse a verdade, o vómito ou a negrura, as ruínas, dos seus interiores.
Se, como na história das irmãs más, brotassem realmente sapos e serpentes quando falam.

21/6/14  
Blogger Justine said...

Talvez assim as pessoas tivessem consciência das consequências dos seus actos!

23/6/14  
Blogger Rocha de Sousa said...


Parece um texto algo zangado, com
o aspecto da bei rio ou de quem dá
aos outros esta imagem para sentir.
É verdade que há ali um esgoto,
mas todos sabemos como é bonita
aquela margem em perspectiva.

26/6/14  

Enviar um comentário

<< Home