>

quinta-feira, novembro 13, 2014

4. Licínia



E depois do adeus ao Sol, que foi para a outra casa no seu carro de fogo, chega a serena deusa de prata, seu meio corpo velado, numa promessa de crescente. 
Licínia

3 Comments:

Blogger Justine said...

Um poema, no conjunto de foto e palavras que nos ofereces!

13/11/14  
Blogger agrades said...

E que o dia de amanhã traga melhores notícias...

14/11/14  
Blogger bettips said...

A Lua sempre inspirou os poetas...
Belas as palavras.

15/11/14  

Enviar um comentário

<< Home