>

quinta-feira, março 12, 2015

5. Licínia



Não te espantes se uma cortina de névoa descer da serra, caminhar sobre as águas e te humedecer os olhos. Quando a beleza, de tão intensa, pode magoar, a Natureza desce sobre ela os véus diáfanos da inocência. 
Licínia

8 Comments:

Blogger Justine said...

Mas não a esconde - por vezes até a realça! Como é o caso na tua foto!

12/3/15  
Blogger agrades said...

As neblinas espantam sempre embora sejam tão frequentes.

13/3/15  
Blogger M. said...

Só a Beleza, qualquer que seja o campo em que ela surja, nos salva e nos dá alento.

13/3/15  
Blogger Luisa said...

Como eu gosto dos nevoeiros que caem de repente sobre o mar! São assim as praias que frequento.

13/3/15  
Blogger bettips said...

Este "dégradé" de sombras, até onde a vista alcança... é um manto de fantasia. Fantasia serão os nossos olhos enevoados, pensando no longe que (já) vivemos.

14/3/15  
Blogger jawaa said...

Aqui está um espanto de encher a alma.

15/3/15  
Blogger mena maya said...

Um espanto de fotografia, Licínia!
Lá em casa costumamos dizer, quando a névoa nem o mar deixa ver, que o dia está Sebastião.

16/3/15  
Anonymous Zambujal said...

... bonito! o pior (?) é a nudez crua da realidade sob os mantos diáfanos da fantasia ou da inocência!

16/3/15  

Enviar um comentário

<< Home