>

quarta-feira, outubro 14, 2015

8. M.

Junto da vitrine iluminada da pastelaria Paladares do Bairro, algures em Lisboa.
- Bom dia, senhor João, como vai? Tudo bem consigo e com a sua família?
- Bom dia, minha senhora. Sim, felizmente estamos de boa saúde, só uma ou outra constipaçãozita, fruto da época. Há muito tempo que não aparecia por aqui... Como tem passado?
- Estive fora, regressei ontem. Retomo hoje os meus hábitos citadinos.
- Pois é, fazem parte da nossa vida. O que deseja por agora?
- Quero o chá do costume e mais qualquer coisa. Reparo que tem um bolo novo... É só chocolate ou esconde algum outro ingrediente?
- Chocolate com chantili por cima ou não, ao gosto do cliente. Uma receita antiga da minha mãe, encontrei-a lá em casa no meio de papéis guardados. Temos que justificar o nome do estabelecimento, apresentar paladares diferentes... Quando eu era rapazito e a minha mãe fazia este bolo, no fim de bem batido, ela deixava-me lamber a colher. E as migalhas que ficam agarradas às formas depois dos bolos colocados nos pratos, ainda quentes, eram tão boas... De comer e chorar por mais.
- Hum, está a crescer-me água na boca. Na minha infância aconteceu-me o mesmo, que saudades! Dê-me então uma fatia pequena com um pouco de chantili para eu provar. Enquanto prepara o meu pedido, vou-me sentando naquela mesinha ao canto da sala. Esta vida citadina cansa-me, já estou com saudades das férias...
- Faça favor, eu já lhe levo o tabuleiro. Vai ver que fez uma boa escolha, o bolo é fresquíssimo e muito saboroso.
- E as memórias também, não é, senhor João?

M

2 Comments:

Anonymous Zambujal said...

... e foi mesmo boa a escolha?!
Como esse tão agradável recordar de gestos, de sabores... de rapar as formas dos bolos com o dedo guloso...

19/10/15  
Blogger M. said...

Foi uma escolha doce e uma maneira gastronómica de olhar para a enigmática fotografia desta semana. :-))

20/10/15  

Enviar um comentário

<< Home