>

quinta-feira, junho 30, 2016

8. M.



6 Comments:

Blogger M. said...

«O meu coração tem hoje saudades de casa, saudades da doce hora que existe para além do oceano do tempo.»
«A Asa e a Luz – Aforismos, poemas breves», Rabindranath Tagore, Assírio & Alvim, Abril de 2016

30/6/16  
Blogger Isabel said...

As palavras e a foto trouxeram-me saudades da casa da minha infância e juventude.

Gostei muito da foto:)

30/6/16  
Blogger Luisa said...

Se todos os velhinhos acabassem assim, na sua cama, na sua casa!

30/6/16  
Blogger Licínia Quitério said...

O silêncio de um tempo perdido.

30/6/16  
Blogger Justine said...

O teu olhar nostálgico, especial, elegante, a falar-nos do passado...

2/7/16  
Blogger bettips said...

O apego ao lar, às coisas conhecidas: isso será o que tanto dói com a distância da velhice posta à margem.

4/7/16  

Enviar um comentário

<< Home