>

quinta-feira, julho 14, 2016

4. Isabel


À espera , talvez, de um tempo que já não vai voltar... 
Isabel

6 Comments:

Blogger M. said...

Adoro estas argolas de silêncios solitários em paredes brancas. Pois é, deve ser assim que se sentirá o tempo que não volta.

15/7/16  
Blogger Licínia Quitério said...

Muito expressiva esta bonita imagem minimalista.

15/7/16  
Blogger bettips said...

O tempo das carruagens e dos cavalos... Diz tudo sobre o tempo passado e não voltado!

15/7/16  
Blogger Justine said...

Uma fotografia que conta uma história de tempos que, como todos, não se repetirão!

17/7/16  
Blogger Benó said...

Do tempo que se prendiam os burros à aldraba.

17/7/16  
Blogger Luisa said...

Tudo muda. Na minha casa antiga havia uma argola destas no muro do quintal. Já nesse tempo não havia burros por ali.

18/7/16  

Enviar um comentário

<< Home