>

quinta-feira, novembro 10, 2016

3. Bettips



Ao cair da noite deserta-se de passos a praça, escondem-se as gentes nas casas, acendem-se luzes para ninguém. Apenas vagas figuras e um cão atravessando o lugar em diagonal, como se quisesse escapar a uma vaga ameaça das coisas adormecidas. 
Bettips

5 Comments:

Blogger Isabel said...

Gostei muito da foto:)

10/11/16  
Blogger mena maya said...

Linda esta praca envolta nesta luz que lhe dá uma atmosfera intimista, fazendo-me lembrar o Natal.

11/11/16  
Blogger M. said...

Ao contrário da fotografia da Agrades, esta é intimista. E aquele céu escuro como que um peso indesejado pousado sobre a luz que resiste ao fim do dia leva-me a pensar que é difícil aceitar o fim das coisas e o nosso próprio fim.

11/11/16  
Blogger bettips said...

Difícil aceitar o vazio e a solidão. Numa terra tão bela e cheia de vida, espantei-me nessa noite de domingo: Praça do Município, em Serpa.

11/11/16  
Blogger Justine said...

Solidão, diz o teu texto. Sublinha-o a fotografia

15/11/16  

Enviar um comentário

<< Home