>

quinta-feira, novembro 24, 2016

7. Licínia



“E assim irás sempre em frente com a pesada mão do Sol pousadas nos teus ombros, mas conduzida por uma luz levíssima e fresca. Até chegares às muralhas antigas da cidade que estão em ruínas."

8 Comments:

Blogger Mena Maya said...

Onde as tuas muralhas, Licínia?

24/11/16  
Blogger Mena Maya said...

Onde as tuas muralhas, Licínia?

24/11/16  
Blogger Licínia Quitério said...

Cidade de Taroudant, em Marrocos.

25/11/16  
Blogger Isabel said...

Parece uma foto antiga. Muito bonita:)

25/11/16  
Blogger Luisa said...

Muralhas bem diferentes das do nosso tempo que não são de pedra mas nos afastam dos outros sem contudo nos protreger

26/11/16  
Blogger jawaa said...


Muralhas pouco preservadas

28/11/16  
Blogger bettips said...

Pelo lugar, julgo perceber como a procura da luz "levíssima e fresca" nos empurra...

28/11/16  
Blogger Justine said...

Imagino a cidade por trás das muralhas, as gentes, os cheiros, o movimento...

30/11/16  

Enviar um comentário

<< Home