>

quinta-feira, dezembro 15, 2016

5. Justine

Entro pela porta giratória e subo, sem me deter no jogo de espelhos que me fazem lembrar Orson Welles e a sua Dama de Shangai. Lá de cima, na sala de bilhar, posso admirar sem pressas o surpreendente rendilhado dos lustres enquanto espero os amigos, que chegarão para uma bebida e uma amena conversa de fim de tarde. Estamos num café Art-Deco, numa qualquer cidade europeia, na década de 30 do séc.xx!
(ou de como as boas fotografias nos fazem viajar…)
Justine