>

quinta-feira, abril 20, 2017

6. Licínia

Resistem aos ventos, inclinam-se, dobram-se, aprendem com as serpentes o contorcionismo, tocam o chão, esforçam-se para de novo ganharem o prumo, o alto. Lutam e vivem. O seu reino natural assim o exige. São árvores, nascem no escuro da terra e a grande luz é a sua meta.
Licínia

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Fico espantada com a sua luta à procura da luz (Luisa)

20/4/17  

Enviar um comentário

<< Home