>

quinta-feira, maio 18, 2017

4. Justine

O banco simples, austero e rectilíneo convida a uma pausa no percurso junto ao lago. Uma pausa para reflectir sobre as coisas de facto importantes da vida: sobre o passado e o futuro, sobre a arte, a amizade e a cultura, sobre os homens, os seus desvarios e as suas conquistas. 
Uma pausa para calar os ruídos interiores que tantas vezes nos impedem de pensar… 
Justine