>

quinta-feira, fevereiro 28, 2019

AGENDA PARA MARÇO DE 2019



Dia 21 - Com as palavras dentro do olhar sobre fotografia de Justine.

AGENDA PARA MARÇO DE 2019

Agenda para março de 2019
Proposta de Justine
Dia 7 - Ao jeito de cartilha: Proponho-vos que usemos a sílaba “Pe para formar as nossas palavras. O foco tem de estar todo, e apenas, na ligação entre a palavra que escolhermos para a sílaba proposta e a fotografia que a expressará, quer se trate de um objecto ou de um conceito.
Dia 14 - Reticências com a frase “Parece que o mundo a iniciar o texto. Não esquecer a fotografia.
Dia 21 - Com as palavras dentro do olhar sobre fotografia de Justine.
Dia 28- Fotografando as palavras de outros sobre o poema

Tu partiste nos quatro versos
Que antecederam estas linhas;
Ou partiu o teu sorriso, porque tu
Sempre moraste no teu sorriso,
Chuva verde nas folhas, o teu sorriso,
Bater de asas no pulso, o teu sorriso,
E esse sabor, esse ardor da luz
Sobre os lábios, quando os lábios são
Rumor de sol nas ruas, o teu sorriso

(Eugénio de Andrade, O Sorriso, Outra Vez, in Rente ao Dizer, Obra de Eugénio de Andrade/21, Fundação Eugénio Andrade)

O DESAFIO DE HOJE

Proposta de Luisa
Dia 28 - Fotografando as palavras de outros sobre um extracto do soneto O Palácio da Ventura de Antero de Quental:
Com grandes golpes bato à porta e brado:
Eu sou o Vagabundo, o Deserdado...
Abri-vos, portas d'ouro, ante meus ais!

Abrem-se as portas d'ouro, com fragor...
Mas dentro encontro só, cheio de dor,
Silêncio e escuridão - e nada mais!"

Antero de Quental, Sonetos, 1956, Couto Martins, Lisboa

8. Rocha/Desenhamento



“Abrem-se as portas d'ouro, com fragor...
 Mas dentro encontro só, cheio de dor,
Silêncio e escuridão - e nada mais!”

7. Margarida

6. M.

5. Luisa

4. Licínia

3. Justine



 “… silêncio e escuridão – e nada mais!”

2. Bettips

1. Agrades



«Abri-vos, portas d'ouro, ante meus ais!»

quinta-feira, fevereiro 21, 2019

AGENDA PARA FEVEREIRO DE 2019

Proposta de Luisa
Dia 28- Fotografando as palavras de outros sobre um extracto do soneto O Palácio da Ventura de Antero de Quental:
Com grandes golpes bato à porta e brado:
Eu sou o Vagabundo, o Deserdado...
Abri-vos, portas d'ouro, ante meus ais!

Abrem-se as portas d'ouro, com fragor...
Mas dentro encontro só, cheio de dor,
Silêncio e escuridão - e nada mais!"

Antero de Quental, Sonetos, 1956, Couto Martins, Lisboa

O DESAFIO DE HOJE



Dia 21 - Com as palavras dentro do olhar sobre fotografia de Luisa.

9. Rocha/Desenhamento

Quando entramos neste sala, deste ponto de vista, as costas da cadeira (perto, pela sua metade dentro do nosso olhar), parece evocar alguém, personagem do interior intimista e arrumado com simplicidade doméstica. Do outro lado da mesa, outra cadeira sugere a mesma ideia, insinuando um frente a frente descansado, em vozes de meio tom. O resto aconchega o olhar, faz-se cenário de uma sala com janela, simples e de arrumação bem urdida, vazia, a acentuar uma espécie de paz doméstica, enquanto o nosso imaginário a povoa a horas diversas e com pouca gente.

Rocha de Sousa

8. Mena M.

Um café e um bagaço, foi o que me veio à ideia de imediato, não me perguntem porquê, não sei explicar. Mas parece que foi mais um copinho de água e um cigarrinho, será? De qualquer modo um cantinho simpático e arejado!

Mena

7. Margarida

Imagino um café a dois.

Margarida

6. M.

Um recanto aprazível onde, resguardados da luz, apetece sentar e partilhar memórias, em diálogo de desconstrução e reconstrução dos vários tempos que as nossas existências nos permitem viver.

M

5. Luisa

Refúgio para a "maioria" banida dos transportes, dos restaurantes, dos cafés, dos consultórios, das escolas, dos hotéis e até da casa dos amigos.

Luisa

4. Licínia

Intervalo, quietude, silêncio, esperança, saudade. Algumas das várias ideias que a imagem me sugere, mas ela vale mais do que as minhas palavras.

Licínia

3. Justine

Recanto tranquilo numa varanda parcialmente fechada, resguardando do vento quem ali se sentar. Preparada a mesa já com um copo de água, o cinzeiro e algumas bolachas para não se fumar com o estômago vazio, a L. só foi lá dentro buscar o livro e voltará para nos explicar o que é aquela misteriosa caixinha castanha. Ambiente de serenidade, diz-me a fotografia.

Justine

2. Bettips

Lugar calmo e de apetite para coisas calmas, leituras. Mas para mim, para ter mais palavras dentro do olhar, faltam as plantas: uma floreira de alfazema ficava ali bem! Combinava com as cores sóbrias do cantinho. Ou girassóis amarelos ou/ou...

Bettips

1. Agrades

Um local enigmático solitário ou romântico conforme quem o utilize e lhe dê vida.

Agrades

quinta-feira, fevereiro 14, 2019

AGENDA PARA FEVEREIRO DE 2019



Dia 21 - Com as palavras dentro do olhar sobre fotografia de Luisa.

O DESAFIO DE HOJE

Proposta de Luisa
Dia 14 - Reticências com a frase “Há quem a iniciar o texto. Não esquecer a fotografia.

10. Teresa Silva



Há quem prefira subir escadas, eu gosto mais de rampas suaves. 
Teresa Silva

9. Rocha/Desenhamento



Há quem se tenha convencido de que as casas esquálidas, de janelas pequenas e tristes, por vezes com varandas avançadas e sem protecção superior ofereciam ao arrendatário espaço para descansar e respirar, por vezes beberricando um copo e lendo um jornal desportivo. A fotografia aqui publicada mostra a verdade desse sonho. Sem espaços interiores, funcionais, as varandas tornaram-se vazadouro de exigências domésticas, dia após dia, ao calor e à chuva. 
Rocha de Sousa

8. Mena M.



Há quem goste de janelas, tanto ou mais do que eu, desta gosto especialmente, apesar de não ter portadas, ou talvez por causa disso. Foi um momento de sorte! Ao passar na Estrada de Benfica em frente da Vila Ana, uma casa em ruínas que foi salva da demolição depois de muita polémica, olhei para cima e chamou-me a atenção uma parede com diversos quadros pendurados Ao segundo olhar percebi que tinha uma imaginação algo fértil. Perfeito teria sido se tivesse comigo a minha máquina, mas tive que me contentar com o telemóvel. 
Mena

7. Margarida



Há quem, por bem, cause mal
Há quem, por mal, faça o bem.
São os destinos cruzados.

Margarida

6. M.



Há quem se sinta bem num tempo que é apenas seu. 
M

5. Luisa



Há quem prefira a praia.
Luisa

4. Licínia



Há quem procure erguer-se nas alturas, que rente ao chão não nascem as estrelas. Frei Bartolomeu de Gusmão explica, na corte de D. João V, o funcionamento da "Passarola", a que de verdade nunca voou, mas que Saramago fez sobrevoar Mafra, no dia da Sagração da Basílica, e depois estatelar-se ingloriamente num monte ali perto. O sonho dos homens não conhece limites.
Licínia 

No Museu do Ar, na Granja (Sintra)

3. Justine



Há quem goste de jogar à bola e há quem goste de ver jogar. Não me incluo em qualquer deste grupos, gosto contudo de fotografar as coreografias espontâneas que vão sendo desenhadas pelos pés, mãos e todo o corpo dos jogadores – gosto esse que é ainda maior se os jogadores forem crianças!
Justine

2. Bettips

 
Há quem não desista de tentar equilibrar o mundo. Este nosso planeta azul.
Bettips

1. Agrades



Há quem se esconda atrás duma máscara, mesmo não sendo carnaval... 
Agrades

quinta-feira, fevereiro 07, 2019

AGENDA PARA FEVEREIRO DE 2019

Proposta de Luisa
Dia 14 - Reticências com a frase “Há quem a iniciar o texto. Não esquecer a fotografia.

O DESAFIO DE HOJE

Proposta de Luisa
Dia 7 - Ao jeito de cartilha: Proponho-vos que usemos a sílaba “Pin" para formar as nossas palavras. O foco tem de estar todo, e apenas, na ligação entre a palavra que escolhermos para a sílaba proposta e a fotografia que a expressará, quer se trate de um objecto ou de um conceito.

10. Teresa Silva



Pinceladas

9. Rocha/Desenhamento



Pintado 
quadro pintado por Rocha de Sousa 
título O EMIGRANTE...

8. Mena M.



Pintas

7. Margarida



“… e foi-se despindo, pouco a pouco, até que se desnudou de armaduras…”

6. M.



Carpintaria

(Evocação de carpintaria antiga em exposição no Museu Etnográfico de Olivença)

5. Luisa



Um dos pintores portugueses que mais aprecio

4. Licínia



Pingos

3. Justine



Pintura

2. Bettips



Pinguins

1. Agrades



Pincel