>

sexta-feira, agosto 26, 2011

Lista de provérbios usados até agora no nosso desafio "Provérbios Fotografados"

1. PROVÉRBIOS (2 de Dezembro de 2010)


1. Agrades: «A cavalo dado não se olha o dente»


2. António: «Quando o vinho desce, as palavras sobem»

3. Bettips: «Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és»

4. Despertando: «Mais vale um pássaro na mão que dois a voar»

5. Escorpião: «Água mole em pedra dura tanto bate até que fura»

6. IsaMar: «Quem tem amigos não morre na cadeia»

7. Jawaa: «Em tempo de guerra não se limpam armas»

8. Justine: «Gaivotas em terra, tempestade no mar»

9. Licínia: «Aqui é que a porca torce o rabo»

10. Luísa: «Quem vai à guerra dá e leva»

11. M. : «A palavras loucas, orelhas moucas»

12. Mac: «Gaivotas em terra, tempestade no mar»

13. Mena M: «Nas costas dos outros vemos as nossas»

14. Mena M 2: «Der Fisch fängt vom Kopf her an zu stinken"»

15. Mj: «Grão a grão, enche a galinha o papo»

16. Rocha: «Devagar se vai ao longe»

17. Teresa Silva: «No Outono, o sol tem sono»

18. Zé: «Cão que ladra, não morde»


2. PROVÉRBIOS (13 de Janeiro de 2011)



1. Agrades: «Tempo é dinheiro»


2. António: «Deus dá as nozes a quem não tem dentes»

3. Belisa: «Ano de rosas, ano de pão»

4. Benó: «Não há casa onde o sol não entre»

5. Bettips: «Quem se deita sem ceia, toda a noite rabeia»

6. David Smith: «Formosura pouco dura»

7. Despertando: «Gato escaldado de água fria tem medo»

8. IsaMar: «Janeiro molhado, se não cria o pão, cria o gado»

9. Jawaa: «Dá Deus nozes a quem não tem dentes»

10. Justine: «Luar de Janeiro não tem parceiro, mas lá vem o de Agosto que lhe dá no rosto»

11. Licínia: «Com conta, peso e medida»

12. Luísa: «O Vinho e o Amigo do mais antigo»

13. M. : «Quem vê o céu na água vê peixes nas árvores»

14. Mac: «O sol quando nasce é para todos»

15. Mena: «Quem vai à guerra dá e leva»

16. Mj: «Quem tem telhados de vidro não atira pedras ao do vizinho»

17. Nucha: «Quem com ferros mata, com ferros morre»

18. Rocha: «O que há-de ser meu à minha mão há-de vir»

19. Teresa Silva: «Quem tem telhados de vidro não atira pedras ao do vizinho»

20. Zé: «Cada macaco no seu galho»


3. PROVÉRBIOS (10 de Fevereiro de 2011)



1. Agrades: «De noite todos os gatos são pardos»


2. Benó: «Não há fumo sem fogo»

3. Bettips: «Nem tudo o que luz é ouro»

4. David Smith: «Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és»

5. Despertando: «Não há árvore que o vento não tenha abanado» (provérbio hindu)

6. Jawaa: «Quem está no convento é que sabe o que vai dentro»

7. Justine: «Não declares que as estrelas estão mortas só porque o céu está nublado» (provérbio árabe)

8. Licínia: «Não há panela sem testo»

9. Luísa: «Quem a boa árvore se encosta, boa sombra o acolhe»

10. M. : «Cada um sabe onde o sapato lhe aperta»

11. Mac: «A preguiça morreu à sede ao pé de um rio»

12. Maria de Fátima: «Vem a guerra, vai a guerra, fica a terra»

13. Mena: «Quanto mais alto se sobe, maior é a queda»

14. Mj: «A água corre sempre para o mar”

15. Nucha: «Guarda que comer, não guardes que fazer»

16. Rocha: «Não há bela sem senão»

17. T.: «Não deixes para amanhã o que podes fazer hoje»

18.Teresa Silva: «Água de Julho no rio não faz barulho»

19. Zé: «Do rei, ou muito perto ou muito longe»


4. PROVÉRBIOS (3 de Março de 2011)



1.Agrades: «Pelo andar da carruagem, sabe-se logo quem vai lá dentro»


2. Benó: «Não há ponto sem nó»

3. Bettips: «Não se pode ter sol na eira e chuva no nabal»

4. IsaMar: «O que não mata engorda»

5. Jawaa: «Aquilo que sabe bem, ou faz mal ou é pecado»

6. Justine: «De hora a hora deus melhora»

7. Licínia: «Pé ante pé»

8. Luísa: «Para baixo todos os santos ajudam, para cima só Deus»

9. M.: «Pecado novo, penitência nova»

10. Mac: «Nem tudo o que vem à rede é peixe»

11. Mena: «O relógio das paixões nunca regula certo»

12. Mj: «Em Março o sol rega e a chuva queima»

13. Nucha: «Quem cala, consente»

14. Rocha: «Da árvore caída todos fazem lenha»

15. Teresa Silva: «A laranja de manhã é Ouro, de tarde é Prata e à noite mata»

16. Zé: «Quem anda à chuva, molha-se»


5. PROVÉRBIOS (7 de Abril de 2011)



1. Agrades: «A galinha da minha vizinha é sempre melhor do que a minha»


2. Benó: «A ajuda do menino é pouco mas quem a perde é louco»

3. Bettips: «Águas passadas não movem moinhos»

4. Escorpião: «O senhor é o meu pastor, nada me faltará»

5. Jawaa: «Com bom sol, se estende o caracol»

6. Justine: «Quem tem vagar faz colheres»

7. Licínia: «Quem tem capa sempre escapa»

8. Luísa: «A nuvem passa mas a chuva fica»

9. M.: «A boca governa-se pela bolsa»

10. Mac: «Quem não governa a lenha, não governa a casa que tenha»

11. Maria de Fátima: «Não contes os pintos senão depois de nascidos»

12. Mena: «De promessas está o inferno cheio»

13. Mj: «A galinha, onde tem os ovos, tem os olhos»

14. Nucha: «Casamento e mortalha, no céu se talha»

15. Rocha: «Paga a quem deves e olha o que (te) fica»

16. Sérgio. «Abril, águas mil»

17. Zé: «Não acordes o cão que está a dormir»


6. PROVÉRBIOS (5 de Maio de 2011)



1. Agrades: «Cada cabeça, sua sentença»


2. Benó: «Nunca é tarde para aprender»

3. Bettips: «Mais vale só do que mal acompanhado»

4. Jawaa: «Para onde o coração se inclina, o pé caminha»

5. Justine: «Uma maçã por dia dá uma vida sadia»

6. Licínia: «Vão-se os anéis fiquem os dedos»

7. Luísa: «Arrenda a vinha e o pomar se os queres desgraçar»

8. M.: «Ao boi pelo corno, ao homem pela palavra»

9. Mac: «O dinheiro abre todas as portas»

10. Nucha: «Maio que não rompe uma croça, não é Maio»

11. Rocha: «Ri melhor quem ri no fim»

12. Sérgio: «Quem muito apalpa pouco acerta»

13. Teresa: «O que a água dá, a água levará»

14. Zé: «A falar é que a gente se entende»


7. PROVÉRBIOS (2 de Junho de 2011)


1. Agrades: «Muita parra, pouca uva»

2. Bettips: «Nem tudo o que vem à rede é peixe»

3. IsaMar: «Sol de Junho amadura tudo»

4. Jawaa: «Gato que nunca provou azeite, quando come se lambuza» (brasileiro)

5. Justine: «Uns comem os figos, a outros rebentam-lhes os lábios»

6. Lagoas: «A Morte abre a porta da Fama e fecha a da Inveja»

7. Licínia: «Gato escondido com o rabo de fora»

8. Luísa: «Quem compra terras, compra guerras»

9. M.: «A pequeno passarinho, pequeno ninho»

10. Mena: «Nem tanto ao mar, nem tanto à terra»

11. Nucha: «O passado foi nosso, o futuro não nos pertence»

12. Rocha: «Já vem detrás quem nos empurra»

13. Sérgio Ribeiro: «Quem sabe da tenda é o tendeiro»

14. Teresa: «Não cresce erva em caminho calcado»

15. Zé: «Quem cabritos vende e cabras não tem, de algures lhe vêm»


8. PROVÉRBIOS (7 de Julho de 2011)


1. Agrades: «Mais vale pão duro do que figo maduro»

2. Benó: «Cesteiro que faz um cesto faz um cento se lhe derem verga e tempo»

3. Bettips: «Quem espera por sapatos de defunto, anda toda a vida descalço»

4. Dulce: «Para bom entendedor meia palavra basta»

5. Justine: «Cão de raça não usa coleira»

6. Lagoas: «Ninguém pega maboque com marimbondo no pé»

7. Licínia: «Céu pedrento, chuva ou vento»

8. M.: «Bem estou com meu amigo que come seu pão comigo»

9. Mena: «Os amigos são para as ocasiões»

10. Nucha: «Até ao lavar dos cestos é vindima»

11. Rocha: «Os olhos comem primeiro do que a boca»

12. Sérgio Ribeiro: «Quem quer um conselho, pede-o ao velho»

13. Zé: «Infeliz ao jogo, feliz nos amores»