quinta-feira, maio 13, 2021

O DESAFIO DE HOJE

Proposta de Justine

Maio é para mim um mês de efemérides, começando pelo 1º do mês e pelas lutas que nesse dia honramos; Maio é o tempo em que centenas de pessoas nos passam à porta a caminho do seu local de culto, em alegria ou em sofrimento;  Maio é o mês da primavera na sua plenitude, em que a natureza nos brinda com promessas de abundância; Maio é desde sempre tema de compositores e poetas, que nos seus trabalhos honraram lutadores e acusaram esbirros, enalteceram a natureza e a força dos homens que a respeitam.

Maio foi buscar o seu nome a Maia, a deusa romana da primavera e do crescimento das plantas. Ovídio, em Fastos (calendário romano poético), chamou a Maius o mês do conhecimento. Vamos a isso?

Dia   6 – Maio e a cidadania -  hoje e ontem

Dia 13 – Maio e as convicções

Dia 20 - Maio e a natureza

Dia 27 – Maio e a música/poesia

10. Zambujal

MAIO

E AS CONVICÇÕES

Que desafios havia a Justine de desencantar! São mesmo desafios (este segundo, então, começa logo pelo c antes de ç que demonstra o sarilho em que nos meteu o chamado  acordo ortográfico).

Depois, há convicções e convicções. Há i) as que nascem com a gente, fruto das tradições e cultura, há ii) as que, como estas aliás, são influenciadas pelo meio de que somos parte ao nascer, há ainda iii) as que respondem a dúvidas, a tomadas de consciência sobre a condição humana.

Para todas (e outras susceptíveis de outras catalogações), nesta nossa latitude e longitude geográficas Maio parece um mês azado para fazer nascer ou crescer convicções, porque em Maio a natureza se afirma visivelmente convicta e floresce, porque Maio medeia entre a primavera e o verão.

 

Seria de desejar 

 que Maio viesse a ser 

 o mês do respeito pelas 

     convicções do outro.

 

13 de Maio                                                                                                                             1º de Maio