>

quinta-feira, novembro 26, 2015

8. M.

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Trágica esta fotografia, sem esperança, tal como o poema.


Teresa Silva

2/12/15  
Blogger bettips said...

Algo correu mal. Ou a sociedade não respondeu. Ou não quis, ele. Apenas olhamos um homem parado e só, sem asas.

2/12/15  

Enviar um comentário

<< Home