>

quinta-feira, junho 26, 2014

4. Justine

4 Comments:

Blogger Rocha de Sousa said...


As aves também fazem parte das
palavras do poeta. E aqui plenamente, vendo-se a voar.
Boa fotografia

26/6/14  
Blogger Luisa said...

Tantas inspiradoras aves! Acertarão nos dedos do poeta?

27/6/14  
Blogger M. said...

Lindo este voo.

27/6/14  
Blogger bettips said...

E parecendo sem rumo, traçam os voos sem nunca se encontrarem ou colidirem É por isso que este voos - e olhá-los - são libertadores!

29/6/14  

Enviar um comentário

<< Home