>

quinta-feira, setembro 20, 2012

4. Justine

Era miúda. Cirandava pela casa inventando brincadeiras, que nessa altura os brinquedos eram escassos, e ia cantarolando o que ouvia na telefonia que se mantinha ligada o dia todo. Cem anos que eu viva? Como é possível viver cem anos, se o meu pai tem 40 anos e já é velho? E aquela janela, virada pró marcomo será uma janela virada para o mar? Daqui só vejo o pinhal e as laranjeiras! 
Então parava, e a minha imaginação voava janela fora, até encontrar o mar.

Justine

4 Comments:

Blogger Luisa said...

As recordações de infância voltam sempre que uma imagem ou uma música passa por nós.

20/9/12  
Blogger Licínia Quitério said...

"... como aquela doida/que eu beijei um dia..."

e a menina cantarolava e sonhava outros janelas, outros mares.

22/9/12  
Blogger mena maya said...

Também a cantava a minha mãe, foibom recordá-la ao ler o teu olhar Juatine!

24/9/12  
Blogger ~pi said...

a ali escutavas o mar que tinhas pintado em ti
e era na tua prolongada vigilância marinha do sonho
que melhor se traçava o mar: na água do mar que vias :-)





~




~

25/9/12  

Enviar um comentário

<< Home