>

quinta-feira, julho 25, 2013

2. Benó

5 Comments:

Blogger Justine said...

Notável efeito de casa sitiada: pelo vento, pela chuva, pela solidão, pelos medos. Esse efeito é dado pelo vulto escuro da mulher. Muito bom!

26/7/13  
Blogger Luisa said...

Muito boa interpretação. Fico feliz por ela ter conseguido fugir.

26/7/13  
Blogger M. said...

Neste caso terá sido a mulher que terá vindo aliviar o tal diálogo desencontrado. A imagem reforça de forma muito forte essa tal troca de suposições verbalizadas.

26/7/13  
Blogger bettips said...

Uma imagem muito bela: e contrastante com as terríveis suposições do homem, a mulher saiu para o vento e para a chuva!
(também com um medroso e agoirento daqueles, quem precisa de um homem?)

27/7/13  
Blogger Rocha de Sousa said...


Boa fotografia. E boa solução
tomada pela senhora da casa,
contra o tonto estado de sítio.

1/8/13  

Enviar um comentário

<< Home