>

quinta-feira, março 20, 2014

5. Licínia

Pode ser insuportável, o rigor, a perfeição, quando tudo é previsível, contido, exaustivamente repetido, nos limites da sua contenção. Algo que desarrume, que estremeça, é o que se deseja, que até os anjos mudam penas, cansados da pureza. Do rigor me cansei olhando a foto, e desejei um pequeno sinal da instalação do caos. Vendo bem, encontrei-o. Aquele recorte no canto, em cima, à esquerda de quem olha, a quebrar a repetição impenitente da quadrícula. Ah bom, por cima dele podemos até inventar um pedaço de céu, temeroso embora de se mostrar azul. 
Belíssima foto que me fez desvairar.
Licínia

2 Comments:

Blogger bettips said...

Desvairado é o pensamento com uma foto tão estranhamente fria e estéril, tão normal. Mas viste o triângulo azul (escaleno??? do que a gente se vai lembrar!!!) e assim estendeste as asas,
para o alto brilho
das palavras polidas
inquietas.

21/3/14  
Blogger Justine said...

E que belo desvario! E que enorme poder de observação! Sim, que eu fiquei hipnotizada pela quadrícula e só consegui "ver" as minhas recordações...

23/3/14  

Enviar um comentário

<< Home