>

quinta-feira, abril 11, 2013

10. Mena M.



É triste quando as amarras prendem o sonho e impedem o voo. 

Mena

10 Comments:

Blogger Rocha de Sousa said...

Bela fotografia. Mas o texto parece
elaborar num equívoco. Aquela amar-
ra não prende um voo, prende uma navegação... Bom, o sentido é o de
adiar um sonho.

11/4/13  
Blogger M. said...

Pois, e todos nós, julgo eu, temos amarras que nos prendem. Umas vezes positivamente, outras vezes impedindo-nos o tal voo.
Muito bela esta fotografia, uma luz fabulosamente ardente.

12/4/13  
Blogger Justine said...

Há que soltar o sonho e começar o voo! Há que desfazer o nó das amarras...
Bela a foto, na sua simplicidade!

12/4/13  
Blogger Luisa said...

Bela como todas as fotos da Mena. Soltemos então as amarras e vamos por esses mares fora.

12/4/13  
Blogger Licínia Quitério said...

Que as amarras hão-de quebrar e os sonhos navegar.

13/4/13  
Blogger agrades said...

Tao belas as palavras e a foto. Fico triste de nao ter sido eu a autora.

13/4/13  
Blogger bettips said...

No cais desamparado, o tempo corrói as amarras, tanto o ferro como a corda, tanto a idade como a vontade.
É triste, sim.
Agarremos o azul, Mena.

13/4/13  
Blogger Benó said...

É triste quando o sonho fica amarrado a lembranças. Não deixemos que isso aconteça. Soltemos as amarras e que todos os sonhos se concretizem.

13/4/13  
Anonymous Anónimo said...

Pior são as amarras que não precisam sequer de cordas.

Muito bonita esta foto.

Teresa Silva

14/4/13  
Anonymous zambujal said...

É belo ver como se dá a volta à tristeza!

15/4/13  

Enviar um comentário

<< Home