>

quinta-feira, abril 11, 2013

6. Licínia



É triste pensar num país que, com oitocentos e tal anos, devia comportar-se com mais decência? É, mas é bem alegre encontrar o rosto de uma amiga em vez do sisudo Henrique, na sua farpela de pelejar. 

Licínia

10 Comments:

Blogger Rocha de Sousa said...

A jocosidade é oportuna, trocando
o velho fundador pela jovem rapa-
riga -- ou pela esperança.

11/4/13  
Blogger M. said...

Vale-nos por vezes o sentido de humor, a juventude de espírito e a juventude da rapariga...
Interessante a perspectiva da fotografia. Ao virar da esquina e ao encontro dos corações.

12/4/13  
Blogger Justine said...

A culpa não é do país, pobre país!!!
E a festa em Guimarães fez-nos muto bem, pôs uma cidade e os visitantes a palpitar de vida e criatividade:))))

12/4/13  
Blogger Luisa said...

Tenhamos então esperança que a alegria substitua a tristeza em que estamos mergulhados.

12/4/13  
Blogger agrades said...

Tristezas nao pagam dividas, nem as do D. Afonso, nem as da Troika. . Valham- nos os corações de Guimarães e os dos amigos que nos animam.

13/4/13  
Blogger bettips said...

Ah... eu gosto muito do D. Afonso Henriques, até já fui propositadamente ver o seu túmulo a Coimbra, que é impressionante.
Aqui, Guimarães, brinca-se à "nacionalidade" e a A. ri, com os corações do Minho ao lado. Contraste perfeito encontrado, L.

13/4/13  
Blogger Benó said...

Um rosto feminino na armadura do D.Afonso Henriques não deixa de ter a sua graça. Como se sentiria esse nosso rei se voltasse agora? Triste? Amedrontado, talvez.

13/4/13  
Anonymous Anónimo said...

Ainda bem que não se perdeu o sentido de humor.


Teresa Silva

14/4/13  
Blogger agrades said...

Vocês são danadas...
Ainda vão dizer que e o nosso primeiro gay...

14/4/13  
Anonymous zambujal said...

Num outro sentido, diria que tem havido decência demasiada para tanta indecência com que, de fora, se tratam séculos de história, de cultura. É triste, repito, tanto traste...

15/4/13  

Enviar um comentário

<< Home