>

quinta-feira, novembro 07, 2013

3. Bettips



                          Galeão 

Quantas vidas e quantos mares, vitórias e derrotas, mortes e exaltações, escorbuto e febres raras, partidas de muitos e chegadas de poucos... quanto e quando navegou este galeão dos mares do séc. XV? 

Trata-se de uma reprodução (feliz) do barco "La Niña" - e sim, é feminina nas suas formas e nos seus cabelos-mastros - um dos três utilizado por Cristovão Colombo (os outros são "La Pinta" e o "La Santa Maria") na travessia do Atlântico e descoberta do Novo Mundo, em 1492. 

Bettips

8 Comments:

Blogger M. said...

Bem bonito!
E tanto o tempo que já lá vai e que na verdade importa lembrar. Tão anónima é a vida da maior parte de nós que até dói.

8/11/13  
Blogger Justine said...

Tanta tragédia passada dentro desses barcos belíssimos! Tanta tragédia e tanto heroísmo...

8/11/13  
Blogger Rocha de Sousa said...


Boa fotografia, bela oportunidade,
rigor nos espaços perante o galeão
acostado. Muito bem o texto e o sentido pedagógico, outra oportu-
nidade apanhada e anotada.

8/11/13  
Blogger Licínia Quitério said...

Na Expo de Sevilha, não foi? "No mar tanta aventura e tanto dano..."

8/11/13  
Blogger bettips said...

Não, Licínia, estive lá em 92 mas os curtos tempos de fruição - e as máquinas - eram outros. Estas reproduções das 3 caravelas estão no Molhe das Caravelas, em Palos de La Frontera (Huelva), donde é oriunda a maior parte da tripulação e dois comandantes das naus. Histórias e lugares estes que nunca teria descoberto se não tivesse ido à procura do Mosteira de La Rábida (pedras...).
Abçs

8/11/13  
Blogger agrades said...

Dá GAnas de ir admirar este monumento.

8/11/13  
Blogger jawaa said...


Corajosos os homens que se atreviam a enfrentar as vagas nestas cascas de noz e apenas dependentes dos ventos!

10/11/13  
Blogger Benó said...

Uma foto do álbum das recordações.

11/11/13  

Enviar um comentário

<< Home