>

quinta-feira, fevereiro 20, 2014

9. Rocha/Desenhamento

O prazer de olhar para estas flores é devido ao facto de as ter dentro do olhar. Nem sequer sei o nome da flor, ou a qualificação botânica dela e das folhas que brotam dos caules. Passar do olhar ao ver é uma atitude da nossa estrutura biológica, incluindo as projecções virtuais da imagem e da memória. Há as cores e as suas relações de contraste, continuidade, temperatura. Aqui, na fotografia proposta, pode sentir-se também a geometria das linhas implícitas cujo desenho resolve o contorno das aparências e a dinâmica imprimida ao espaço: todas as cores maioritariamente quentes ocupam a área situada à esquerda da diagonal descendente. As cores frias, vários tons de verde, à direita, contribuem para o equilíbrio do «quadro». Daqui em diante, e com este critério, haveria muitas leituras a fazer de forma integrada.
Rocha de Sousa

1 Comments:

Blogger Justine said...

Uma leitura "científica" da fotografia!

23/2/14  

Enviar um comentário

<< Home