>

quinta-feira, novembro 15, 2018

9. Mónica

Bruxas e abóboras. A minha mãe uma vez fez uma abóbora-lanterna para o meu filho, coitada queixou-se das facas, em tua casa as facas não prestam, e o meu filho perguntou para que era aquilo, nada filho, a avó apetece-lhe brincar aos filmes “americanos”. Bruxas e abóboras são tradições “americanas” que nos chegam pelos filmes, lá terão as suas razões, a mim soa-me a consumismo e comportamentos copiados, um ano que tive a sorte de viver no Algarve, por esta altura do “doce ou partida” fui brindada com ovos e farinha contra a minha janela, que depois tive que limpar, vidros e rede mosquiteira, não teve piada nenhuma e indignei-me com a arma que tinha na mão, de limpa-vidros e baldes de água contra a janela, com o desperdício dos ovos e da farinha, a poucos quilómetros da minha casa existia um bairro com problemas de pobreza a quem dera os ovos e a farinha. Suspeitei até que os moços dum cabresto eram de lá porque à minha volta só havia casas vazias para arrendar a turistas que em Novembro não os há. Um brinde às castanhas assadas, à jeropiga e ao S. Martinho! 
Mónica

4 Comments:

Blogger Zé-Viajante said...

Adorei o texto. Obrigado

15/11/18  
Anonymous Anónimo said...

Muito engraçado este texto (Luisa)

15/11/18  
Blogger Justine said...

Tchin-tchim - ou dizendo à moda de lá, cheers!

16/11/18  
Blogger bettips said...

Muito engraçado, as chatices e o "funny" que é chatear os outros... Gostei do pormenor das facas que cá em casa ouço o mesmo!!!
Vivam as castanhas e o vinho
"Pelo S. Martinho, vai à adega e prova o vinho"

16/11/18  

Enviar um comentário

<< Home