>

quinta-feira, abril 11, 2013

2. Benó



É triste! 
Olho o vigoroso palmeiral que se perfila pela escadaria, que se agita com os sussurros do vento leste, que estremece com a fria nortada, que dá sombra a quem se senta neste banco, por agora, vazio de gente e de sonhos. Sei que, segundo a opinião de quem o trata e embeleza aprimorando o seu aspeto com cortes e limpeza de ervas e afins, esse vigor é temporário. 
O maléfico escaravelho da palmeira já começou a sua devastação instalando-se no coração duma destas árvores que já mostra algumas das suas folhas secas, velhas, caducas caídas no chão. Em breve nada mais restará, senão um corpo decapitado. 
É triste a perspetiva dessa morte lenta que está a atacar todo o palmeiral algarvio. 

Benó

11 Comments:

Blogger Rocha de Sousa said...

Bonita e alegre fotografia, de uma
bela luz meridional. O texto é in-
teressante, porque se esforça por
dizer o que lá não se vê.

11/4/13  
Blogger M. said...

É sem dúvida triste que assim aconteça. Não fazia ideia da existência de uma praga destas. Interessante a relação entre a imagem e a notícia. De certo modo metafórico.

12/4/13  
Blogger Justine said...

Não sabia, Benó, e é de facto muito triste! Porque, presumo, ninguém vai "mexer uma palha" para minorar o desastre...

12/4/13  
Blogger Luisa said...

E não é só no palmeiral algarvio. Muitos pinheiros aqui no centro estão também a sofrer dessa doença.

12/4/13  
Blogger Licínia Quitério said...

São os pinheiros, são as palmeiras. Que pena me faz!

13/4/13  
Blogger agrades said...

Escaravelho marafado!

13/4/13  
Blogger bettips said...

Tenho-me perguntado se não há remédio nesses estudiosos todos encartados, sei lá, em Miami que deve ter muitas!
As palmeiras são tão elegantes como raparigas de cabelos ao vento.

13/4/13  
Blogger bettips said...

A propósito: eu que sou a maluquinha das árvores (e não só) sabia dessa doença: começa pelo cocoruto da planta até a abater totalmente, deixando-a decepada e morta sem remissão.
A doença dos pinheiros é outra coisa e em alguns sítios, está a ser vigiada.

13/4/13  
Blogger Benó said...

Esta praga veio em árvores importadas de África e que não estiveram o devido tempo em quarentena. Este escaravelho é muito resistente e é capaz de voar 40kms. seguidos. O tratamento para evitar o desenvolvimento das larvas é extremamente dispendioso e nem sempre eficaz.
Pois,os pinheiros são atacados por outra praga, umas lagartas que podem provocar uma espédie de urticária em quem nelas mexer.
É assim mesmo, Agrades: escaravelho marafado.Também concordo com a Bettips quando diz que as palmeiras são como raparigas de cabelo ao vento. Não quero que as minhas fiquem descabeladas.LOL!!

13/4/13  
Anonymous Anónimo said...

O mal é tentar ^plantar palmeiras em vez de outras árvores mais apropriadas ao nosso clima e paisagem. Há excesso delas, por todo o país e, possivelmente, isso ajuda a propagar a doença.


Teresa Silva

14/4/13  
Anonymous zambujal said...

Também acho triste. Embora a natureza recupere sempre (tem recuperado).
Mais difícil é o... cimento

15/4/13  

Enviar um comentário

<< Home