>

quinta-feira, abril 04, 2013

3. Bettips



                 Abandono
 
"Epígrafe
A sala do castelo é deserta e espelhada.
Tenho medo de mim. Quem sou? De onde cheguei?
Aqui tudo já foi... em sombra estilizada,
A cor morreu – e até o ar é uma ruína...
Vem de outro tempo a luz que me ilumina
Um som opaco me dilui em rei."

Mário de Sá-Carneiro, 1890-1916)

Bettips

6 Comments:

Blogger M. said...

Uma bela fotografia a acompanhar palavras muito belas.

4/4/13  
Blogger Luisa said...

Bela esta estátua e belo o poema do meu poeta preferido.

4/4/13  
Blogger agrades said...

Do.r de pescoço...

4/4/13  
Blogger Benó said...

Cabeça em repouso para os bonitos pensamentos brotarem.

8/4/13  
Blogger Justine said...

Abandono até à morte...

9/4/13  
Blogger Rocha de Sousa said...

Belíssima fotografia e belíssima
evocação de Mário Sá Carneiro

11/4/13  

Enviar um comentário

<< Home