>

quinta-feira, maio 16, 2013

13. Zambujal

Dois remos, no horizonte um fio (de prumo?) para marcar o rumo. 
Que seja! 
Navegar é preciso. Mas há que saber para onde. 
As palavras dentro do olhar, as palavras trocadas (não truncadas nem “troikadas”) nos ajudarão. 

Zambujal

5 Comments:

Blogger Justine said...

Indispensável, saber para onde vamos. Viajar à deriva é dramático...

16/5/13  
Blogger Benó said...

Navegar é preciso mas é imperioso que se tenha mão forte no leme.

17/5/13  
Blogger M. said...

«Que seja!»

19/5/13  
Blogger Licínia Quitério said...

Sim, evitando os baixios e as correntes traiçoeiras.

19/5/13  
Blogger bettips said...

"a prumo" temos de estar, atentos às palavras e actos.

19/5/13  

Enviar um comentário

<< Home