>

quinta-feira, maio 16, 2013

7. Luisa

Agarro os remos e vou 
Sem leme, sem rumo. 
O Mar sabe de viagens 
E apenas pede que reme. 
Se há regresso ou não 
O Mar o saberá. 

Luisa

5 Comments:

Blogger Justine said...

Ah poetisa, não te conhecia esses dotes! As minhas homenagens!

16/5/13  
Blogger Benó said...

Bonito,Luisa.

17/5/13  
Blogger M. said...

A entrega ao descohecido. O despojamento na vida. Talvez seja esse um dos segredos para vivermos melhor.

19/5/13  
Blogger Licínia Quitério said...

A entrega à sorte, ao destino. Confiar e ir. Bonito pensamento.

19/5/13  
Blogger bettips said...

Assim saímos, tantas as vezes, de nós, connosco. Sempre em interrogação de volta.

19/5/13  

Enviar um comentário

<< Home