>

quinta-feira, setembro 11, 2014

7. M.



Amanhã, sem falta, escrevo-lhe. Sei que espera notícias minhas, tão sozinha ficou quando regressei ao meu poiso habitual. Negras as vestes sobre o seu corpo de mulher, como estátua esculpida por artesão de um lugar de silêncios a vejo. Será vértice de ecos antigos, perdidos alguns, resguardados outros na dureza da pedra ou no encantamento da memória, dispersando-se ainda outros na voragem dos dias por preencher. Naquele ermo pardacento, apenas o vermelho da caixa de correio pendurada na ombreira de uma porta fechada, a lembrar coração que se recusa a morrer dentro de vida amortalhada. 
M

11 Comments:

Blogger Justine said...

M., a fotografia está espantosa de rigor, depuração, equilíbrio. O texto, a condizer - delicioso o pormenor da caixa de correio...

12/9/14  
Blogger Rocha de Sousa said...

Uma grande fotografia, uma belíssima
atmosfera

12/9/14  
Blogger agrades said...

Escreve-lhe, depressa, e reconforta-a com as belas palavras que tão bem dominas.

12/9/14  
Blogger bettips said...

De repente lembrei-me de "Ninguém escreve ao Coronel" de GG Marques. Realmente, esta fotografia traz consigo uma "falta de notícias" desoladora. Linda, essa bêco de solidão em que reparaste!

13/9/14  
Blogger Licínia Quitério said...

Tudo tristemente lindo, foto e texto. A lembrar-me um filme de Tarkovsky.

13/9/14  
Blogger M. said...

Soutelinho da Raia, 2010.

13/9/14  
Blogger Luisa said...

O vivo retrato da solidão

13/9/14  
Blogger Luisa said...

O vivo retrato da solidão

13/9/14  
Anonymous Anónimo said...

Ah... bem sei, as nossas belas aldeias esquecidas, a nossa gente que fica (tenho uma mais perto da senhora que aí caminhava). Ainda bem que nos "pegou" a mania dos caminhos esses, que tempo, gente, pormenores tantos e paisagens... eu cá não sei se os conseguiria ver/fazer agora.
Bjinhos da bettips

14/9/14  
Blogger mena maya said...

Escreve-lhe sim, pois as tuas palavras são bálsamo para a sua solidão.
Apetece correr até ali e dar-lhe um abraço

15/9/14  
Blogger jawaa said...

Bela imagem e palavras não menos belas.
Perfeito o conjunto que nos passa o sentir da urgência de escrever uma carta para mitigar a solidão.

15/9/14  

Enviar um comentário

<< Home