>

quinta-feira, maio 16, 2013

5. Justine

O barco é tudo. Ocupa-nos a visão. É terra firme, é âncora, é ponto de partida e de chegada. Os remos são asas, que nos transportarão no voo que escolhermos. O mar, esse, domesticado, é apenas um pequeno e insignificante friso no horizonte. 
Valores invertidos? Mistérios do olhar? Ou sobretudo o poder ilusório de uma excelente fotografia? 

Justine

4 Comments:

Blogger Benó said...

O barco é casa e às vezes a última morada.

17/5/13  
Blogger M. said...

Interessante o teu texto, Justine, nesse misto da realidade que observas na imagem e das asas que atribuis aos remos.

19/5/13  
Blogger Licínia Quitério said...

A perspectiva tudo pode mudar. É essa talvez a sabedoria: mudar a perspectiva do nosso olhar sobre as coisas. Interesante a tua abordagem.

19/5/13  
Blogger bettips said...

Um bom porto temos de construir, com asas ou com remos! Bela a ideia do "principal".

20/5/13  

Enviar um comentário

<< Home