>

quinta-feira, fevereiro 21, 2013

9. Mena M.

Com as palavras dentro do olhar sobre este depósito de memórias materiais de vidas passadas, pergunto-me quantas histórias apaixonantes não teriam para contar estas belíssimas peças, pudessem elas falar...

Mena

6 Comments:

Blogger M. said...

Às vezes mais vale não falarem... :-))

21/2/13  
Blogger Rocha de Sousa said...

É uma boa forma de interrogar esta imagem. Mas temos de saber que este
aglomerado de objectos mais ou menos obsoletos é ainda uma arrecadação de coisas não usadas,
para vender.

21/2/13  
Blogger Luisa said...

Às vezes compram-se objectos para figurarem como "lembranças de família"

21/2/13  
Blogger bettips said...

Vocês fazem-me rir... eh eh eh. Uma a nem querer saber, não vá o diabo tecê-las...
Uma romântica, de histórias de velhos cetins e librés, outra a dizer que "se compram" as lembranças de família... impagáveis!
E Rocha de Sousa, percebemos que são para vender, aglomeradas... mas permitimo-nos sonhar, delicada a mente!

21/2/13  
Blogger Justine said...

Os objectos antigos são páginas e páginas de estórias, sim - que curiosidade em conhecê-las todas...

24/2/13  
Blogger Licínia Quitério said...

As histórias estão lá. Provocantes da nossa imaginação, da memória dos afectos.

25/2/13  

Enviar um comentário

<< Home