>

quinta-feira, dezembro 20, 2012

13. Zambujal

Era uma vez um barco. Dirá o seu nome, o nome que teve (chalupa, talvez…), quem das artes conheça ou o terá batizado.
Para os meus olhos, é só um barquito que assoreou e se fundiu com o azul do mar, dando-lhe reflexos e uns leves tons coloridos. De coisa que foi.
De coisa que ali ficou. Sem préstimo.
Salvo a de ser fotografada (e bem!) para nos desafiar o olhar e, de dentro deste, tirarmos algumas palavras para legenda.
Aqui ficam as minhas.
Zambujal

6 Comments:

Anonymous Anónimo said...

A percepção transferida da imagem para a palavra, sem rodeios, capa-
zes de produzir legendas

Rocha de Sousa

20/12/12  
Blogger mena maya said...

Agora já ganhou um novo nome- Barco chamado Desejo- e até já navega na internet, alheio a todos os perigos que daí lhe possam advir:-)

20/12/12  
Blogger Justine said...

Barco e mar num só corpo...

20/12/12  
Blogger bettips said...

Era uma vez uma fotografia, com préstimo de falar,
de Setúbal
onde barcos tantos navegaram.
E vão navegar.

21/12/12  
Blogger Licínia Quitério said...

Chalupa é um nome muito curioso, muito sonoro. Tanto que foi motivo para uma belíssima foto e para as tuas foto-palavras.
Boas Festas, Zambujal.

22/12/12  
Anonymous do Zambujal said...

Obrigado pelos comentários... e pelas boas festas. Para todos!

25/12/12  

Enviar um comentário

<< Home