>

quinta-feira, abril 26, 2007

"Cor" por Nucha

10 Comments:

Blogger @Memorex said...

È-me deveras familiar! Não se situa para os lados da Tróia?!

Bonita, é que é!

Beijinho!

26/4/07  
Blogger bettips said...

Lá andamos nas velharias e sai sempre "fascinação", neste caso, de cores comidas pelo sol!

26/4/07  
Blogger Diafragma said...

Adoro casas, portas, muros, janelas comidos pelo tempo, vítimas da Entropia.
E esta fotografia está lindíssima.

26/4/07  
Blogger APC said...

Falta-lhe, pois falta... Cor, não beleza. Ou, pelo contrário, são essas a cor de uma vida vivida, desgastada, carcomida. Genuíno! :-)

26/4/07  
Blogger Cerejinha said...

A anti- cor!
Nada como ilustrar um conceito com o oposto do mesmo.

27/4/07  
Blogger Luisa said...

O tema era cor e não a sua falta. Esta fotografia está linda mas encaixava-se melhor noutro tema, por exemplo, melancolia, tristeza.

27/4/07  
Anonymous mena m. said...

Se aumentarmos a foto e observarmos só a barraca, parece que a metade de cima se espelha nas águas das tábuas de baixo...em cores de pastel!
Impressionante como aqui ainda há tanta beleza!

27/4/07  
Blogger TMara said...

toda a patine das coisas velhas, das latas, das madeiras, tons sobre tons...

Bj
Luz e paz em teu caminhar

27/4/07  
Blogger Maria Manuel said...

Eu vi cores. Muitas. Pinceladas coloridas de tempos diferentes e por ele esbatidas, sobrepostas, misturadas, como numa pintura. São as cores das tintas e as cores do tempo: o cronológico, da usura, e o atmosférico, das estações no litoral…

Porto palafítico da Carrasqueira, na Península de Tróia.

27/4/07  
Blogger Teresa David said...

gosto da imagem independentemente da cor.

27/4/07  

Enviar um comentário

<< Home